quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Medo de... Cães!

Sempre fui adepto dos filmes e contos de terror e, durante toda a minha infância acompanhei algumas revistas que, hoje, são denominadas "trash" pelos críticos. Uma das coisas que ficou em minha memória, que por alguma razão me ateve àquela época, foi uma citação de Lourenço M., redigida a seguir:

"Aquele que sente um medo anormal por cães sofre de cinofobia , e segundo a classificação de transtornos mentais e de comportamentos da CID-10 , descrições clínicas e diretrizes diagnósticas , será enquadrado ao F40.2 - em seu dicionário de psiquiatria , fobia como o medo mórbido associado à ansiedade mórbida . Se preferir , o termo fobia , poderá ser substituído por ansiedade histérica ou neurose fóbica . A ciência diz que uma fobia , na maior parte das vezes, foi precipitada por um incidente na infância . Por exemplo , aquele que sofre de cinofobia provavelmente foi mordido por um cão , ou sofreu uma experiência traumática semelhante . Para certas pessoas , leigos , como Joaquim o sapateiro , o medo exagerado de cães não é sintoma de doença , mas sim de sabedoria . Joaquim nunca foi mordido por um cão , mas sente -se ameaçado . Repete uma frase que leu no livro dos Salmos 21 "...de todos os lados , mil cães me cercam ..." Joaquim se diz um místico e crê apenas em certos mitos , diz que o cão é o sol negro , o comedor de cadáveres . Jura que os cães se alimentam de ossos e comem restos dos alimentos dos homens porque foram amaldiçoados por Deus . "O cão , após haver sido o nosso companheiro no dia , nos guiará para a morte à noite " Dizem que o coração do cão é parecido com o coração de seu amo . Neste caso talvez Joaquim tema o que se esconde em seu próprio coração . Porém ... se o cão é o melhor amigo do homem , creio que devamos nos manter atentos."

Autor: Lourenço.M

Nenhum comentário: